Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

ATALHOS DA FÉ

Imagem
Os Atalhos da Fé

Na história da Igreja vários desvios doutrinários marcaram a trajetória de pessoas que afirmavam conhecer os caminhos da fé. Esses desvios acabaram se tornando atalhos perigosos e fatais para aqueles que não pretendiam ceder aos verdadeiros ensinos do evangelho bíblico. Assim, desde o século II, por exemplo, muitos “fiéis” começaram a interceder por mortos e, já no séc. V, a “igreja” observava anualmente um dia de preces pelos mortos.
No caso apresentado as motivações pareciam sinceras e oportunas. Como era corrente pregar que os mortos da igreja não iam direto para o céu, inventou-se o purgatório. Ensinava-se, assim, que mediante o sofrimento, contribuições financeiras e/ou orações, muitos poderiam deixar o purgatório, transferindo-se para o céu. Contudo, a questão é: Por que não aceitamos isso?

I) A “doutrina do purgatório” não encontra sustentação bíblica:
A primeira base de nossa rejeição é fundamental. Cremos que as Escrituras Sagradas são a única regra de fé e pr…

A LIBERDADE DO VERDADEIRO AMOR

Imagem
A Liberdade do Verdadeiro Amor




Depois de acompanhar com interesse o desenrolar do seqüestro de duas adolescentes em Santo André, fiquei pensando sobre os resultados do verdadeiro amor. Foi por “amor”, que o jovem de 22 anos prendeu sua ex-namorada. Mas será que o verdadeiro amor nos priva da liberdade? É bem verdade que o amor em questão diz respeito às relações afetivas entre um homem e uma mulher. Contudo, o amor é bem mais amplo e deve ser analisado à luz de suas raízes.
Quando olhamos para a Bíblia aprendemos que o amor é um dos atributos de Deus. João chega a declarar que ele é a essência do próprio Deus, quando em I Jo. 4:8 o apóstolo afirma que Deus é amor.
Contudo, o que chama mais a nossa atenção é o resultado desse amor. Em João 3:16 aprendemos que o resultado do amor de Deus foi o envio do seu filho Jesus Cristo. Diz o evangelista que o Senhor amou tanto ao mundo, que estava numa condição deplorável, que enviou o seu Filho para resgatá-lo. Por aqui, já aprendemos que o verd…

LIBERDADE DE CONSCIÊNCIA

Imagem
Liberdade de Consciência

Nossa paixão política é capaz de fazer juízo de valores completamente inoportunos. Por nos envolvermos tanto com este ou aquele candidato acreditamos que os “verdadeiros crentes” podem votar somente naqueles que indicarmos. Não é raro, então, ouvirmos pessoas se “escandalizando” com escolhas diferentes da sua.
Hoje, mais uma vez, somos convidados a participar de mais um exercício pleno da democracia. Assim, sem constrangimentos e no uso da nossa liberdade de consciência, como um direito assegurado pelo estado, mas, sobretudo como uma dádiva Divina, devemos firmar alguns pressupostos básicos da nossa liberdade de escolha:

1) A consciência cristã deve submeter-se às Escrituras.
Embora a argumentação central se valha da liberdade como algo essencial, devemos lembrar que ninguém está completamente isento de influências. Aliás, é impossível ser membro de uma sociedade e não receber influências. Deste modo, devemos escolher então aquelas que receberemos. E, por enten…