sexta-feira, 30 de setembro de 2011

VIVENDO PELA FÉ


É impressionante como a comunicação é dinâmica e, por isso, as palavras estão sempre mudando de “significado”. Deste modo, a ideia que elas comunicaram originalmente pode ser totalmente diferente e até mesmo conflitante com a que elas apresentam agora. E é exatamente isso o que parece ter acontecido com a expressão “vivendo pela fé”.
Hoje, viver pela fé é mover o sobrenatural e andar por sobre as águas. Aliás, para muitos, viver pela fé é fazer o impossível acontecer e deste modo a expressão tornou-se um espécie de amuleto ou força secreta para aqueles que vivem suas vidas como se fosse uma aventura hollywoodiana do tipo – Missão Impossível!
O problema é que nem tudo acaba como nos filmes!
Na semana passada, por exemplo, um garoto de dez anos, chamado Davi, filhos de pais evangélicos, atirou na professora e em seguida se matou. Passado o susto e a perplexidade que o acontecido trouxe sobre nós, uma pergunta inevitável e inquietante nos assombrou: Como isto foi possível? Ele tinha uma família bem estruturada, com princípios cristãos. Por que Deus “permitiu” isso? Por que Ele não fez nada para impedir o garoto, já que a família era evangélica e temente a Deus? Acredito que esses questionamentos nos dão a oportunidade de repensar o que significa viver pela fé.
Então, ainda que não possamos esgotar o assunto aqui, alguns princípios bíblicos basilares e absolutos devem ser reafirmados:
1. Deus é bom – O Salmo 52.1b diz: “… Pois a bondade de Deus dura para sempre.”. Esta não é uma afirmação que deva ser tomada à luz de nossas circunstâncias. É uma verdade que precisa ser recebida por fé, mesmo porque, como veremos a seguir …
2. Deus tem um plano – Vemos muito pouco do plano maior de Deus, por isso perguntamos: Como pode ser isto? Como Deus é glorificado nestas tragédias? Mas as Escrituras ensinam que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Rm. 8.28). Nós vemos muito pouco, mas Deus vê tudo e controla tudo, por isso cremos que …
3. Deus é consolador – Ninguém nos visita tanto em nossas lutas quanto ele. Por isso Paulo declara: 2ª Co. 1:3-5 3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! 4 É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus. 5 Porque, assim como os sofrimentos de Cristo se manifestam em grande medida a nosso favor, assim também a nossa consolação transborda por meio de Cristo.
Assim, viver pela fé é crer em Deus e não entender Deus. Basta-nos saber que a glória dEle é promovida em tudo, ainda que não entendamos como isto seja possível diante das mais horríveis tragédias. Por isso o viver pela fé traz descanso para a alma não pelo fato de poder responder as indagações ou superar as limitações, mas por saber que aquilo que fugiu do nosso controle e do nosso entendimento continua sendo poderosamente administrado por Deus. E você precisa só crer, mesmo sem entender!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

ARREPENDIMENTO

Dwight Lyman Moody





Eu não me dirijo somente ao não convertido, porque sou daqueles que crêem que a igreja precisa se arrepender muito antes que muita coisa de valor possa ser feita no mundo. Acredito firmemente que o baixo padrão de vida cristã está mantendo muita gente no mundo e nos seus pecados. Se o incrédulo vê que o povo cristão não se arrepende, não se pode esperar que ele se arrependa e se converta de seu pecado. Eu tenho me arrependido dez mil vezes mais depois que conheci a Cristo, do que em qualquer época anterior, e penso que a maioria dos cristãos precisa se arrepender de alguma coisa.